Entre os dias 15 e 19 de julho, alunas do Grupo de Pesquisa Sistema ONU do UNICURITIBA, acompanhadas pela coordenadora Profª Priscila Caneparo, participaram do Nelson Mandela World Human Rights Moot Court Competition, realizado no Palácio das Nações, em Genebra, na Suíça.

O grupo, formado pelas alunas Valentina Boni (Direito – oradora); Kimberly Coelho (Relações Internacionais – oradora) e Fernanda Barboza (Direito – pesquisadora), participou do evento pela segunda vez, sendo seu segundo ano de existência.

No primeiro momento, o grupo elaborou os memoriais, que são uma espécie de petição. Um deles visando a defesa do Estado e, o outro, a acusação, a partir de um caso fictício envolvendo graves e sérias violações referentes aos Direitos Humanos. “Levamos quatro meses para elaborá-los, com aporte jurisprudencial das principais cortes internacionais de proteção dos Direitos Humanos”, detalha a coordenadora do grupo.

Na fase oral, elas participaram de quatro audiências, alcançando a média de 8,2 – apenas um ponto abaixo do campeão da competição. “O grupo fora elogiado substancialmente pelos juízes, em especial por um juiz da Corte Europeia de Direitos Humanos, que destacou o grande conhecimento acerca da jurisprudência daquele tribunal”, destaca a Profª Priscila.

Ela ainda conta que o grupo conquistou um avanço exponencial em relação ao ano de 2018. “Tivemos a melhor nota entre as equipes brasileiras e consolidamos o nome do UNICURITIBA na simulação sobre Sistema Universal (ONU) de proteção dos Direitos Humanos. Agora, abriremos nova seleção para composição do grupo, que já retomará seus trabalhos em agosto de 2019 para o próximo ano”, projeta Priscila.

A competição contou com mais de 178 universidades inscritas, sendo classificadas apenas 48 para as etapas orais, em Genebra.