Para conscientizar a comunidade acadêmica sobre a necessidade de atenção em relação a saúde mental, o Curso de Psicologia do UNICURITIBA realizou a mesa-redonda “Setembro Amarelo – Suicídio em pauta”, em 4 de setembro, no Grande Auditório.

A Profª Elza Soavinsky, coordenadora do curso, iniciou o evento falando sobre o que é o Setembro Amarelo, como surgiu e a importância de abordar o tema. Depois, os professores David Sidnei de Lima, Dori Luiz Tibre Santos e Edimar Brígido, mediados pela Profª Maria Rafart, esclareceram mitos acerca do assunto, formas/meios de auxílio e a importância da prevenção e conscientização.

A cor amarela foi escolhida para representar o mês da prevenção ao suicídio por causa de um jovem chamado Mike. Ele era conhecido por seu Mustang 68 amarelo restaurado. Em 1994, ele tirou a própria vida e, infelizmente, aqueles próximos a ele não reconheceram os sinais. No funeral, amigos e familiares distribuíram fitas amarelas que tinham uma mensagem gravada: se você precisar, peça ajuda.

No Brasil, o Setembro Amarelo foi instituído em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

A coordenadora do curso enfatizou ainda os órgãos que oferecem atendimento e auxílio nesses casos, como o Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e, principalmente o 188 do CVV.

O Centro de Valorização da Vida é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato. Os contatos com o CVV podem ser feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos 110 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail.

“Quanto mais nós falarmos sobre o assunto, mais ajuda podemos oferecer”, ressaltou a Profª Elza.